Setembro tem a pior taxa de desemprego dos últimos 12 anos; até agora, são 4.490 fora do mercado de trabalho

0

Os números não são nada otimistas para quem esperava os últimos três meses do ano para conseguir um trabalho temporário. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, divulgados essa semana revelaram que o mês de setembro teve a pior taxa de desemprego dos últimos 12 anos. Na série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, nos primeiros nove meses deste ano houve um decréscimo de 4.490 postos (-5,21%).

 

Novamente os setores de Serviços (-81) e Comércio (-71) foram os que mais demitiram no Amapá, justamente as áreas que mais contratam nessa época do ano. O resultado de tanto desemprego tem consequência direta com a paralisação das obras do Governo do Amapá, que, por tabela, acabam aquecendo os demais setores da economia.

Com a falta de dinheiro circulando, além das demissões, muitos lojistas estão fechando as portas e o efeito disso é visível em todos os bairros de Macapá e no centro comercial, onde o movimento continua desanimando os empresários.

Para piorar ainda mais a situação do amapaense, a geração de emprego não é a principal marca do governo Waldez Góes (PDT). De 2003 a 2010, ou seja, em oito anos de governo, de acordo com o Caged, foram registrados, na somatória somente dos meses de setembro – ver tabela –, 2.739 empregos com carteira assinada. Já o ex-governador Camilo Capiberibe (PSB), em quatro anos – 2011 a 2014 –, conseguiu a marca de 2.210 empregos.

grafico emprego

Leave A Reply

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com