Risco de morte: funcionários da Maternidade Mãe Luzia denunciam que não têm nem luvas estéreis para trabalhar

0

Sem luvas estéreis e sabão para lavar as mãos. Essa é a atual situação da Maternidade Mãe Luzia, denunciada na tarde desta segunda-feira, 16, pelos profissionais da área de saúde que ali trabalham. E, no anonimato, fazem um alerta: “as crianças que estão em isolamento correm sério risco de morte por bactérias por falta de correlatos tão simples, mas fundamentais para o trabalho e que também garantem a nossa segurança”, declarou uma servidora pública que pediu para não ter o nome revelado.

 

Detalhe: no início deste ano, o governador Waldez Góes (PDT) assinou decreto de emergência na saúde pública do Amapá pelo período de 180 dias, sendo prorrogado em julho justamente para garantir que situações como essa não ocorram na rede estadual, chegando inclusive a comprar, de forma emergencial pela empresa Biogen-Distribuidora de Medicamentos Ltda., R$ 6,2 milhões em correlatos e medicamentos.

“O Ministério Público e os deputados precisam fazer uma inspeção aqui, mas sem avisar. Conversar com as mães e reservadamente com os servidores. Aqui nesse hospital só não morre mais criança porque nós, muitas das vezes, compramos a luva, o sabão, até mesmo para garantir a nossa segurança, mas chega uma hora que não dá. É obrigação do Estado”, desabafou a servidora.

portal da transparencia 1O problema é que se o cidadão acessar o Portal da Transparência do Governo do Amapá vai descobrir que pelo menos dinheiro se está gastando na compra desses correlatos e medicamentos. De janeiro até agora, o governo já empenhou R$ 49.744.926,00.

Seguindo este passo a passo é possível o cidadão conferir cada detalhe de tais compras. Surgindo a imediata pergunta: por que faltam remédios e correlatos? Primeiro, digite http://transparencia.ap.gov.br/ e em seguida “despesas por órgão acumulado” e mande pesquisar em 2015.

Ao abrir vá até o final da página e clique na página 2 e logo em seguida no item 45 está a Secretaria de Estado da Saúde, que, aliás, até agora já consumiu R$ 488.214.038,00 dos cofres públicos.

portal da transparencia 3Ao abrir essa página o cidadão vai ter acesso a todos os gastos desse setor. No entanto, o interessante está no item 9, “Material de consumo”. Clique nessa página para descobrir que, por exemplo, o Hospital da Mulher Mãe Luiza recebeu, até agora, R$ 950 mil em Fundo Rotativo, que pode ser usado, entre outros itens, para a compra dessas luvas.

portal da transparencia 2“Não temos para quem apelar. Parte da imprensa se cala, a Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa não funciona e as ações do Ministério Público são lentas demais. Enquanto isso, a morte de vários recém-nascidos vai virando estatística”, lamentou a enfermeira.

Leave A Reply

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com