} })(); window._fbq = window._fbq || []; window._fbq.push(['track', '6029630809151', {'value':'0.00','currency':'BRL'}]);

Aumento da passagem de ônibus e operação da Polícia Federal marcam o terceiro ano da gestão do prefeito Clécio

0

Além do pouco avanço da promessa de campanha no asfaltamento das ruas da cidade, o morador de Macapá sofreu mais uma baixa este ano. O prefeito Clécio Luís (sem partido), após acordo extrajudicial entre a prefeitura e os empresários do setor de transporte coletivo, aumentou de R$ 2,15 para R$ 2,75 o preço da passagem de ônibus.

 

“Pra mim que trabalho diariamente, além dos meus dois filhos que estudam, esse aumento teve um impacto muito grande diante da pouca renda que eu ganho no mês”, disse o auxiliar de serviços gerais Armando Sena.

Em 2015, além de ter de pagar mais caro pela passagem de ônibus, o macapaense acompanhou a operação “Limus”, desencadeada em janeiro pela Polícia Federal para investigar supostas fraudes que teriam causado um prejuízo de R$ 1,7 milhão.

pf

De acordo com a PF, a operação foi resultado de uma investigação iniciada em outubro de 2014. O esquema “consistia no direcionamento de pessoas por meio da distribuição de papéis com carimbos e assinaturas dos envolvidos”, procedimento que funcionava “como senhas para que famílias fossem cadastradas e, posteriormente, inseridas no sistema do programa Bolsa Família em Macapá de forma indevida ou ilegal”.

A gestão do prefeito Clécio também anunciou por várias vezes a entrega do Conjunto Habitacional São José, mas as mais de mil famílias de baixa renda que seriam beneficiadas passaram o Natal sem as suas moradias. A prefeitura deve entregar a obra somente em 2016.

“O ano se encerra e as famílias que mais precisam em Macapá tiveram um péssimo tratamento dado pelo prefeito Clécio”, disse a vereadora Neuza Velasco (PSB).

Leave A Reply