6 coisas que devemos contar ao ginecologista, mas temos vergonha

0

Você já mentiu alguma vez para o ginecologista porque estava com vergonha de simplesmente dizer a verdade? Com certeza você não está sozinha nessa, mas é muito importante deixar a timidez de lado e ter um papo limpo com o médico.

 

Algumas respostas erradas podem influenciar totalmente no diagnóstico e isso não é legal.

A gente te dá uma ajudinha listando 6 coisas que devemos contar ao ginecologistas mas temos vergonha de dizer.

Vem ver!

Se fuma, bebe ou usa drogas

Esses vícios podem ter efeitos nocivos sobre seu corpo que afetam até mesmo os órgãos genitais. Mesmo se isso não acontecer, você precisa ter confiança no seu ginecologista e falar a verdade a respeito disso. Jogar a real para o médico pode ajudar a ele sugerir qualquer método imediato se isso estiver atrapalhando a sua saúde.

O número real de parceiros que você tem

Ele não está lá para julgar você. Esta informação é crucial para determinar se você tem risco de sofrer uma certa doença ou até mesmo para diagnosticar a causa de seus males. A relação entre um paciente e seu ginecologista é muito mais íntimo do que com outros especialistas. Por isso, se você se sentir desconfortável, você deve mudar de médico.

Se você sofreu ou ainda sofre de um distúrbio alimentar

Esses distúrbios têm efeitos sobre a nossa saúde a curto e longo prazo. Os ginecologistas não perguntam. Eles costumam deixar para o paciente ser sincero, sem eles precisarem pressionar sobre o assunto.

Se você teve um aborto

Normalmente, os abortos durante o primeiro trimestre de gravidez não são sequelas nocivas em nosso corpo. Mas se aconteceu mais tarde, é importante que o seu médico saiba para evitar problemas no futuro.

Se você tiver sido diagnosticado com um nódulo no útero

Esses dados mostram-se na sua história, mas se você apresentou uma PAP (conhecido como Papanicolau) e descobriu um nódulo ou problema, você deve dizer, ou, pelo menos, lembrá-los. Especialmente porque eles podem representar obstáculos para uma futura gravidez.

O gênero de seus companheiros

Mesmo se você é lésbica, você também pode sofrer Doenças Sexualmente Transmissíveis. Muitas meninas pensam que a sua orientação sexual não precisa ser informada ao seu ginecologista. Mas esses dados são importantes para um bom tratamento. Como já mencionado, os ginecologistas não estão ali para julgá-lo. Por exemplo, você não sabe se o seu parceiro teve relações sexuais com outra pessoa e é por isso que agora você tem alguma bactéria.

Do Yahoo! Vida e Estilo

Leave A Reply

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com