Ar condicionado faz mal? Saiba como usar da melhor forma

0

Não é difícil ouvir alguém dizer que o ar condicionado faz mal. O que acontece é que o problema não está no seu uso, mas na falta de cuidados básicos, como manter o filtro limpo. Ou seja, não é a quantidade de tempo em um ambiente climatizado que prejudica a saúde, mas sim a qualidade do ar que o aparelho está refrigerando.

 

Cuidados com o ar condicionado

Todo mundo sabe que o ar condicionado retira a umidade do ambiente, ressecando as vias aéreas. Algumas pessoas chegam a ficar com os lábios rachados por conta do ar seco que o dispositivo ocasiona.

Quando o filtro do aparelho está sujo, os malefícios são variados e ficam mais intensos. Alérgicos sofrem em demasia porque não há renovação do ar. Além disso, os fungos, as bactérias e outras impurezas alojadas no interior da máquina se proliferam.

Os acessos de espirros em ambientes assim tem como origem o ar condicionado sem manutenção correta. As rinites, sinusites, faringites, amigdalites são agravadas justamente a partir desse quadro de falta de higiene adequada e de ar renovado.

A limpeza atrasada ou mal feita atinge ainda o bolso de quem paga a conta de luz. Sujo, o ar condicionado opera com menor capacidade e gasta mais energia elétrica para compensar o esforço do motor.

Se você usa o aparelho com frequência, tente limpá-lo uma vez por mês. O ideal é conversar com um técnico e seguir as indicações passadas pelo profissional. Uma maneira de identificar o estado do filtro é o cheiro que sai do aparelho. Se for desagradável, está na hora de contratar uma empresa especializada para fazer o serviço.

Outro cuidado é evitar que o ar seja direcionado para você. Caso isso aconteça, especialmente no trabalho, é melhor tomar algumas atitudes. Se possível, saia da mira do aparelho.

Converse com seu médico e veja se você pode colocar soro fisiológico para lubrificar as narinas. Alguns chegam a ter sangramentos nasais em consequência do ar seco. Ao menor sinal de ressecamento dos olhos, também veja com um especialista a possibilidade de utilizar um colírio.

Beber bastante água e manter sempre um agasalho por perto também é uma alternativa. Mas o mais prudente mesmo é conversar com os colegas e superiores para deixar a temperatura – e o direcionamento do ar – em um nível que não atrapalhe o seu desempenho e saúde.

O ar condicionado nas crianças

Quando você for instalar o aparelho no quarto dos seus filhos, tome a precaução de o ar não incidir de forma direta nos pequenos. Técnicos de companhias especializadas fazem testes nas residências para identificar as melhores posições para a máquina.

Estas averiguações garantem ainda que o dispositivo faça menos força para funcionar e forneça a refrigeração (ou o aquecimento) esperada com mais qualidade. Outra vez, seu bolso agradecerá pela providência tomada.

A renovação do ar é importante para adultos e crianças, mas são os pequenos que contraem doenças mais facilmente. Troque o ar dos espaços que ficaram muito tempo com o ar condicionado ligado. Abra as janelas e deixe o lugar passar por uma ventilação natural.

Se o dormitório das crianças tiver muitos bichos de pelúcia ou tapetes, intensifique o combate aos ácaros. Com o ar condicionado ligado, a tendência é que a qualidade do ar piore por conta da poeira que se acumula nestes objetos.

Da Redação Doutíssima

Leave A Reply

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com