} })(); window._fbq = window._fbq || []; window._fbq.push(['track', '6029630809151', {'value':'0.00','currency':'BRL'}]);

Sem representantes: cidade tem todos os nove vereadores presos por corrupção

0

Uma situação inusitada surpreendeu moradores de uma pequena cidade de Centralina, em Minas Gerais. Nove vereadores foram presos preventivamente suspeitos de corrupção.

 

Os vereadores acusados de desvio de dinheiro público estão sendo investigados pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Uberlândia.

Segundo investigação que recebeu o nome de “Viagem Fantasma”, todos os vereadores da cidade fraudaram notas fiscais para justificar o recebimento de diárias de viagens, que nunca teriam sido feitas.

Nesta quinta-feira (28) o vice-presidente da Casa, Ismael Pereira Peres (PT); o 2º secretário Rodrigo Lucas (Solidariedade); Wandriene Ferreira de Moura (PR); Sônia Martins de Medeiros Rosa (PP) e Cleison Vieira (PDT) foram detidos e encaminhados para o presídio Professor Jacy de Assis, na região.

Outros quatro, entre eles o presidente da Câmara Municipal, Eurípides Batista Ferreira, o Baianinho (Pros); o primeiro secretário, Hélio Matias (PSL); Carla Rúbia (Solidariedade) e Roneslei do Carmo Soares (PR) renunciaram aos cargos, foram ouvidos na primeira etapa da investigação e soltos um dia após a prisão, e cumprem agora prisão domiciliar.

MAIS ENVOLVIDOS

Além dos nove vereadores, um ex-vereador que atua como advogado e um ex-servidor da Câmara Municipal foram presos na operação.

Segundo o Ministério Público, os envolvidos cometeram associação criminosa, peculato, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.

SEM REPRESENTANTES

Com a prisão e a renúncia dos vereadores, a Câmara Municipal de Centralina está sem representantes.

A Câmara estaria em recesso, retornando com as atividades apenas na próxima semana, com os suplentes assumindo os cargos.

Com informações do UOL

Leave A Reply