18 mil beneficiários do Renda para Viver Melhor entram no terceiro mês sem receber do governo Waldez

0

Para conquistar o voto do povo de baixa renda, o então candidato Waldez Góes (PDT), durante a campanha eleitoral, usou como mote “cuidar das pessoas e das cidades”. Mas desde que assumiu a gestão, o governador não cumpriu o que prometeu. Nesta segunda-feira, 1º de fevereiro, os mais de 18 mil beneficiários do programa Renda para Viver Melhor completaram três meses sem receber seus benefícios.

 

A autônoma Benedita Sacramento depende desse dinheiro para ajudar no sustento da casa. Diz que para a família não passar fome, ela pede ajuda de amigos e familiares. “Mas não tenho cara para pedir mais. No comércio ninguém quer me vender fiado porque estou devendo. Queria que o governador pudesse se sensibilizar com a gente. Afinal, somos seres humanos”, reclama.

A bolsa de meio salário mínimo foi criada na gestão do ex-governador João Capiberibe (PSB), na época chamada de Bolsa Família Cidadã, e é voltada a famílias que apresentam vulnerabilidade social. Atualmente, o custo mensal chega na casa dos R$ 8 milhões.

Na Secretaria de Estado da Inclusão e Mobilização Social ninguém informou sobre quando o governo vai regularizar os pagamentos.

Leave A Reply