Waldez Góes se torna o primeiro governador eleito democraticamente a parcelar salários de servidores

0

Desde as eleições de 1990, quando os eleitores amapaenses puderam escolher através do voto o seu governador, Waldez Góes (PDT) entra para a história como o primeiro chefe do Executivo estadual a atrasar salários.

 

Nesta quinta-feira, 31, os servidores públicos estaduais receberam apenas 60% de seus vencimentos. A outra parcela será paga no dia 10 de abril, segundo anunciou o governo. A medida adotada gerou revolta entre o funcionalismo. Os delegados fizeram manifestação em frente ao Ciosp do Pacoval.

“Não vemos o governo tomar nenhuma medida para cortar gastos. Ao contrário, vemos a cada dia mais contratos administrativos e cargos comissionados entrando nas secretarias”, disse o delegado Sávio Pinto, presidente da Associação dos Delegados do Amapá (Adepol-AP).

Depois os manifestantes se concentraram com professores, trabalhadores da UDE e beneficiários do programa Renda para Viver Melhor em frente ao Palácio do Setentrião, onde puxavam palavras de ordem: “Trabalhador na rua, Waldez a culpa é tua!”.

Nesta sexta-feira, 1º de abril, data na qual os servidores esperavam o anúncio da data-base, eles vão fazer um grande ato público na Praça da Bandeira contra a decisão de Waldez em parcelar os salários.

O governo alega queda na arrecadação.

Leave A Reply

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com