Semelhante ao governador Waldez, prefeito Clécio não descarta parcelamento de salários

0

A Prefeitura de Macapá, em comunicado na noite desta segunda-feira, 30, informou que o pagamento dos servidores municipais será efetuado nesta terça-feira, 31. No entanto, no mesmo comunicado, diz que o prefeito Clécio Luís (Rede) não descarta o parcelamento de salários e até atrasos.

 

Mas, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Prefeitura de Macapá está entre as cidades do Amapá que aumentou o número de contração de cargos comissionados e contratos administrativos.

No município, a quantidade de nomeações saltou de 966 para 1.411 entre os anos de 2014 e 2015, segundo o IBGE. A diferença representou 445 pessoas a mais trabalhando na prefeitura sem concurso público, o maior crescimento registrado no Estado em um ano.

O inchaço da folha de pessoal sem concurso público segue o “modus operandi” do governador Waldez Góes (PDT), que aumentou em R$ 180 milhões comparado 2014 a 2015.

No comunicado da PMM, mesmo o IBGE tendo divulgado antes esses dados, a prefeitura diz que fez cortes significativos desde agosto do ano passado, quando lançou o programa “Macapá Responsável”, reduzindo gastos com contratos, cargos, salários de comissionados e do próprio prefeito.

“É importante frisar que o risco de parcelamento ou atraso de salário é algo que não podemos descartar para os próximos meses, principalmente se a economia do país e do Estado não tiver uma melhora”, conclui a nota.

Leave A Reply

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com