Impeachment ocorre por pressão de elite contrariada, avalia Capiberibe

0

João Capiberibe (PSB-AP) discursou na madrugada desta quarta-feira (31) contra o impeachment de Dilma Rousseff. O senador comparou a possível destituição da presidente ao golpe militar de 1889 que derrubou a Monarquia e implantou a República. De acordo com ele, os dois episódios têm a elite como protagonista.

 

— A princesa Isabel contrariou os poderosos do agronegócio daquela época e assinou a Lei Áurea, acabando com a escravidão. Esses poucos homens organizaram a governança da República para si e para os seus, excluindo os demais. Até hoje eles se sentem os senhores absolutos dos anéis. Basta ver a República da Avenida Paulista, com seus patinhos amarelos [pedindo o afastamento]. O impeachment é similar à quartelada do marechal Deodoro da Fonseca, porém com mais sofisticação. Em vez de espadas e baionetas, usam a Constituição.

Segundo Capiberibe, o “toma-lá-dá-cá” que sustentou os presidentes da República desde a redemocratização acabou esfarelando justamente nas mãos de Dilma Rousseff, por causa do “arranca-rabo” entre o PT e o PMDB, que antes “andavam de mãos dadas pela Esplanada dos Ministérios ocupando os espaços de poder”.

Na avaliação do senador, o impeachment não será capaz de tirar o Brasil da crise.

— A saída é a convocação de um plebiscito, para que o povo decida se quer uma eleição para escolher um presidente transitório com mandato até 2018. Precisamos recorrer ao povo como mediador desta crise.

Da Agência Senado

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Leave A Reply

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com