Aliança eleitoral DEM/REDE afasta apoio do PSB e PT, diz matéria da Folha de São Paulo

0

Com o título: ‘”Aposta da Rede no 2º turno, Clécio Luís tem campanha bancada pelo DEM em Macapá”, a edição desta quarta-feira, 19, do jornal Folha de São Paulo, desnuda o acordo fechado em o DEM e a REDE SUSTENTABILIDADE para as eleições 2018, no Amapá, e ainda afirma que o PSB e PT não apoiaram à reeleição do atual prefeito Clécio Luís, no segundo turno, em razão dessa aliança eleitoral.

 

A reportagem mostra que o DEM nacional fez um repasse de R$ 1,22 milhão para campanha de Clécio, e que esse valor é superior ao doado às campanhas de Priscila Krause (DEM-PE), que ficou em quarto lugar no Recife e de João Alves Filho (DEM-SE), que disputou a reeleição em Aracaju e não foi ao segundo turno.

O presidente nacional do Democratas, senador Agripino Maia (DEM-RN), justifica a doação afirmando que a eleição de Clécio na capital amapaense é fundamental para planos do partido, que pretende lançar o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) candidato ao governo do Amapá em 2018.

“Temos um projeto consolidado de lançar Davi Alcolumbre governador e o prefeito Clécio será um aliado importante. Por isso, demos esse apoio”, afirma Maia.

A matéria diz ainda, que o prefeito Clécio não vê desconforto algum ter a sua candidatura bancada quase que integralmente pelo DEM.

“Estávamos precisando de dinheiro para a campanha e o Democratas resolveu ajudar. Foi uma doação legal, vinda de um aliado. Não há constrangimento isso”, afirma Clécio

Segundo a reportagem, a aliança com DEM e a doação financeira foram os motivos que teriam levado o PSB e o PT a se afastarem da candidatura de Clécio e a declararem neutralidade no segundo turno – os dois partidos apoiaram a eleição do prefeito em 2012.

“Está claro que o prefeito está embarcando em um projeto para 2018 no qual não vemos nenhum benefício para o Amapá. Por isso, decidimos não apoiá-lo”, afirma Valério Tavares, presidente do PT em Macapá.

Em nota, o PSB afirma que o prefeito “governa com práticas reacionárias aliado a partidos conservadores”.

Segue o link com a matéria completa da Folha de São Paulo:

Leave A Reply

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com