Dia Mundial do Rock reúne multidão de jovens na Praça da Bandeira para celebrar maioridade

0

O Dia Mundial do Rock – 13 de julho – foi um grande acontecimento na noite de quinta-feira em Macapá na Praça da Bandeira, tomada por uma multidão de jovens que goza as férias de julho.

rock 2

O evento celebrou no Amapá 18 anos do Dia Mundial do Rock e contou com a apresentação de 14 bandas da cena musical amapaense, entre coveres e autorais.

Dois palcos foram montados na praça sem tempo para intervalos entre as bandas. Quando terminava a apresentação da banda no coreto (o palco alternativo), imediatamente começava a apresentação de outra no palco armado com estrutura de som e iluminação melhor alguns metros do alternativo.

Os produtores culturais Eddie Martins e Bio Vilhena, que há mais de duas décadas realizam produções visando sobretudo o público jovem do Amapá, se juntaram para celebrar a maioridade do Dia Mundial do Rock. E a celebração foi pauleira com quase quatro horas de muito som.

Eram, aproximadamente, três mil pessoas na praça e em plena quinta-feira. A maioria jovem, mas com gente apreciadora do gênero musical sessentão de mais idade, pela denúncia dos cabelos brancos ou grisalhos no meio da multidão. E todos quase numa mesma pulsação. O rock produz energia e não deixa ninguém parado.

Eddie Martins e Bio Vilhena, que são músicos e integrantes de bandas da cena do rock local, se apresentaram também no evento que contou com flashes ao vivo pelo Facebook produzidos pela equipe do MZ Portal.

Foi uma noite de verdadeira overdose de rock e de muita gente bonita e odara com os olhos cheios de cores, sem o registro sequer de um acidente ou rebeldia jovem qualquer que perturbasse a paz e a ordem.

Em Macapá o Dia Mundial do Rock foi assim e já deixa saudades.

Leave A Reply

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com