Macapaba II: famílias vítimas do incêndio no Perpétuo Socorro se dizem enganadas pelo governo do Amapá

0

Até às 11h da manhã desta segunda-feira, 17, 169 famílias das 364 que perderam suas casas durante incêndio ocorrido numa área de ponte do Perpétuo Socorro em outubro de 2013, não tinham a garantia da Secretaria de Estado da Inclusão e Mobilização Social (Sims) e da Caixa Econômica Federal de que seriam contempladas com um apartamento na segunda etapa do Macapaba e de que estariam isentas do pagamento do mesmo.

macapaba 2

No entanto, nesta terça-feira, 18, para surpresa de todos, ao chegarem no Superfácil, tudo havia mudando. E quem dormiu sonhando com a casa própria viveu o pesadelo de descobrir que estavam foram da lista. O grupo então decidiu fazer uma manifestação cobrando uma posição do governo do Estado e da própria Caixa.

O presidente da Associação dos Moradores das Áreas de Risco de Macapá, Manoel Soares dos Santos, fez um desabafo. Para ele falta interesse do próprio governador Waldez Góes (PDT) em resolver o problema e que vários políticos estão se aproveitando da situação e enganando essas famílias.

“Essas famílias passaram por todos os procedimentos exigidos pela Caixa, com a garantia da isenção e agora descobrem que correm o risco de não obterem o apartamento por não se enquadrarem nos critérios exigidos pela Caixa. Então, nossa manifestação é no sentido de ter uma resposta para o problema”, comentou.

O protesto deu resultados. Manoel Soares informou que uma reunião foi marcada para esta quinta-feira, 20, entre as famílias, a Caixa e o governo para que seja encontrado uma alternativa para o problema. “Um representante da Caixa disse que a situação ocorreu devido uma falha no envio de documentação por parte da Sims. O fato é que não podemos ficar prejudicados”, argumentou o presidente afirmando que se nada for resolvido as famílias vão retornar a área do incêndio.

O incêndio ocorreu no dia 23 de outubro de 2013 e atingiu mais de 364 casas em uma área localizada no final da Av. Pedro Américo, no bairro Perpétuo Socorro. Das vítimas de incêndio, 31 foram contempladas com a apartamento na primeira etapa Conjunto Macapaba, e 100 foram morar no mestre Oscar.

Leave A Reply

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com