Moradores do Carnot, em Calçoene, farão abaixo-assinado para que empresa Oi instale internet e celular na comunidade

0

Há cerca de três anos quando os moradores, em especial os jovens, do distrito do Carnot, a 70 km de Calçoene, viram passar a fibra ótica da empresa Oi, acreditaram que finalmente iriam sair do isolamento e que teriam acesso à internet e telefone móvel. Mas, isso não aconteceu.

 

Segundo os moradores, para a empresa, o distrito que tem algo em torno de 1.500 habitantes, não é viável. Cansados de esperar, agora eles estão organizando um abaixo-assinado para trazer a direção da empresa em Macapá e procurar os meios de comunicação.  “Não achamos justos a internet passar por cima de nossas cabeças e não termos acesso a ela”, reclama a estudante universitária Luciana Santos.

Luciana e outros jovens da localidade cursam o ensino superior a distância e a internet é fundamental para o envio de trabalhos acadêmicos.  “Aqui o único acesso de internet é da Escola Estadual Ivanildo Fortes da Silva, onde todos da comunidade, nos finais de semana, vêm até o lado de fora para acessar. Se não fosse a sensibilidade da direção nem isso teríamos”, relata a universitária.

Detalhe: no Carnot há um posto da Oi e lá os funcionários têm acesso à internet e justamente por isso os moradores ficam sem entender o motivo pelo qual a empresa não estende o serviço para a comunidade. “Não queremos nada de graça. Queremos ter acesso à internet, poder usar o celular. Não por luxo, mas por necessidade”, desabafa Luciana.

Leave A Reply

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com