Senador Capi e ex-governador Camilo dialogam com produtores da soja sobre investimentos no Amapá

0

Na tarde desta sexta-feira, 23, o senador João Capiberibe (PSB) e o ex-governador Camilo Capiberibe (PSB) se reuniram com membros da Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado do Amapá (APROSOJA/AP) onde conversaram sobre investimentos do setor no Estado do Amapá.

 

No início da reunião, o ex-governador Camilo lembrou que ainda em 2011, em seu primeiro ano de gestão, ele foi até o Estado do Mato Grosso apresentar aos produtores locais a posição estratégica que o porto de Santana tem em relação aos portos de Santos e Paranaguá.

“A partir da nossa ida à Campo Grande onde visitamos os municípios de Lucas do Rio Verde e Sorriso começou-se então a chegada de investidores no Amapá, inclusive com investimentos da Cianport e em seguida da Caramuru no Porto de Santana”, lembrou Camilo ao informar que o escoamento de grãos do Centro-Oeste, pelo Porto de Santana, além do custo ser mais barato por conta da localização irá gerar emprego e renda para a população do Amapá.

O presidente da Aprosoja/AP, Daniel Sebben, disse que eles atuam no Amapá desde 2012 e que este ano, os produtores já exportaram 52 mil toneladas e injetaram em torno de R$ 60 milhões na economia do estado, o que representa 1,2% do PIB amapaense.

Atualmente, os produtores ocupam em torno de 20 mil hectares de terras o que, segundo o presidente da Aprosoja, estudos indicam que eles podem chegar até 400 mil hectares de ocupação do cerrado o que significa em torno de 3% do solo amapaense. “Sem ocupar áreas florestais e isso significa que podemos chegar em torno de R$ 2,5 bi de recursos em exportação”, argumenta.

O senador Capiberibe disse que o Amapá é um Estado com potencialidades para o desenvolvimento e citou por exemplo, o açaí, que o último estudo apontou que o produto rende em torno R$ 500 milhões em exportação, além do pescado que está na costa do Amapá e que por falta de infraestrutura pouco beneficia a população.

“A soja já está impulsionando o desenvolvimento do nosso Estado e através do adensamento viável da cadeia produtiva como o esmagamento da soja; adensamento ligado à cadeia das carnes (uso do farelo de soja para ração animal) e produção de óleos; há espaço para fomentar fábricas de rações e a produção de aves e ovos; óleos refinados, produção de carnes, leite de soja, alimentos funcionais e cosméticos”, disse Capiberibe.

Ao final, os produtores convidaram os socialistas para uma visita de campo nas produções de soja do Amapá na próxima safra.

Leave A Reply

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com