Familiares das vítimas do acidente no Porto de Santana procuram o MP-AP para intermediar diálogo com empresa

0

Na manhã desta quarta-feira, 6, familiares das vítimas do acidente ocorrido na madrugada do dia 28 de março de 2013, no Porto de Santana, procuraram o Ministério Público do Amapá (MP-AP), visando auxílio para que o órgão ministerial possa intermediar um diálogo com a empresa Anglo American. Na ocasião, os promotores de Justiça do Meio Ambiente, Adilson Garcia e Ivana Cei receberam e ouviram as famílias, e se prontificaram a ajudar no que for possível.

 

s famílias alegam que não estão conseguindo contato com as autoridades responsáveis pelo caso e por isso decidiram procurar a Promotoria de Justiça do Meio Ambiente para relatar o ocorrido. “Nós nos sentimentos imponentes perante o que vem ocorrendo. Não conseguimos ao menos falar com os advogados e procuradores responsáveis pelo caso“. Ressaltou Magda Nunes, familiar de vítima.

“Nós sabemos das dificuldades e aflição de vocês. Nós temos que ter paciência. Às vezes as demandas são grandes em todas as áreas, infelizmente não podemos resolver as coisas no momento que melhor nos beneficie. Vamos tentar na medida do possível ajudá-los, e sentar para dialogar com a Anglo, no intuito de conseguir soluções para vocês”. Ressaltou Ivana Cei.

O promotor de Justiça do Meio Ambiente de Santana, Adilson Garcia, ressaltou que está disposto a recebê-los sempre que possível, e disse estar solicito no que for preciso para ajudá-los.

Entenda o caso

Na madrugada do dia 28 de março de 2013, a estrutura do porto da empresa Anglo Ferrous, localizada em Santana, no Amapá desabou. No acidente, caminhões, guindastes e minério foram arrastados para dentro do Rio Amazonas. Com a tragédia, quatro pessoas morreram e duas continuam desaparecidas.

Leave A Reply

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com