Bloco carnavalesco Tu Fucu Pra Mim celebra 10 anos de fundação neste sábado com muita folia no Corredor da Favela

0

A Associação Recreativa e Cultural Bloco Carnavalesco Tu Fucu Pra Mim na Favela (ARCTUFU), vai celebrar no Carnaval Amapaense 2018 os seus 10 anos de fundação. Com o tema “Tu Fucu Pra Mim 10 Anos: Com Zumbi dos Palmares e os Caboclos Sumanos no Corredor da Favela do Meio do Mundo”, realizará o evento carnavalesco comemorativo, desta vez bem pra lá de especial, por se tratar de sua primeira década de existência.

O frevo-empolgação é da dupla tufucunense Aroldo Pedrosa e Cléverson Baía, que fez em 2010 para o bloco da Presidente Vargas – o Corredor Cultural da Favela – o frevo da Copa do Mundo “Tu Fucu Pra Mim na Favela com o Brasil do Rei Pelé na África do Sul de Nelson Mandela”. E o tema atual brasileiríssimo também é bastante inspirador, porque põe espetacularmente o Tu Fucu Pra Mim numa caravela à vela, como nos tempos das grandes navegações, e o leva até o Nordeste do Brasil em busca do mito – o espírito do guerreiro e herói – escolhido para a celebração dos 10 primeiros anos do bloco: Zumbi dos Palmares.

O frevo-empolgação canta a geleia geral brasileira, gente de antigamente da cultura nacional se entrelaçando à algumas de nossas celebridades, tanto do passado quanto da atualidade, sobretudo as que mais marcaram e ainda marcam o movimento cultural e artístico da Favela.

Trata-se de um tema que salta as nossas fronteiras, uma vez que o Corredor Cultural da Favela começa a ganhar projeção e reconhecimento nacional. O espaço físico situado à Avenida Presidente Vargas, entre as Ruas Jovino Dinoá e Odilardo Silva, no centro de Macapá, é inspiração para o Projeto de Resgate e Valorização da Cultura Afrodescendente Amazônica ZUMBI DOS PALMARES NO CORREDOR DA FAVELA DO MEIO DO MUNDO, inscrito no Edital RUMOS Itaú Cultural-2017/2018, cujo resultado deve sair em maio próximo. “E se o projeto for aprovado, será executado na Semana da Consciência Negra, nos dias 18, 19 e 20 de novembro de 2018, em Macapá”, revela a presidente do coletivo criador do projeto, Rosângela Rente.

O evento dos 10 anos será desenvolvido em duas datas: 03 (sábado) e 11 (domingo) de fevereiro.

Neste sábado, das 16 às 23 horas, será a festa-show de aniversário e com a seguinte programação:

01-Apresentação do enredo do bloco – 16h;

02-Apresentação da Escola de Samba Maracatu da Favela – 18h;

03-Apresentação do Cantor Alcir – 19h;

04-Lançamento do CD “Primeiro Verso” do Cantador Sumano Tufucunense Américo Brasil;

05-Apresentação do Artista Jimmy Feiches – 20h;

06-Apresentação da banda de reggae Mano Root’s (Dylan Rocha) – 21h;

07-Apresentação do grupo tufucunense Taborearte – 22h;

08-Encerramento: Carmona e banda cantam os parabéns aos 10 anos do bloco e aos 260 anos de Macapá – 22h45h.

 

O frevo-empolgação

Tu Fucu Pra Mim 10 Anos:

Com Zumbi dos Palmares e os Caboclos Sumanos

No Corredor da Favela do Meio do Mundo

Aroldo Pedrosa / Cléverson Baía

 

Depois de cantar as celebridades da Favela

Tu Fucu Pra Mim nesse carnaval navega de caravela

E vai singrando rios do Brasil até o Nordeste

Em busca de um bom cabra da peste

Um bravo guerreiro cor de ébano brasileiro

O revolucionário herói dos Palmares

E o traz por luares estelares no lombo

Pra plantar no meio do mundo outro quilombo

 

Reluz a luz do mito a bordo da caravela

Cortando ondas do Velho Chico e do Amazonas

Ao ancorar no igarapé na passarela

Explode em festa o povo de fé da Favela

 

Saravá, Zumbi!

Saravá, Zumbi!

 

No Corredor Cultural a folia incendeia

No lume do Vagalume serpenteia a Maracatu

Ó abre alas pra arte do porta-estandarte

E na batida do atabaque vibra o Tu Fucu

O cantador sumano tufucunense Américo Brasil

Na pipoca da pororoca d’água do mar com o rio

Faz a mistura do carimbó mais o batuque

E desce o Berço do Marabaixo da Gestrude

Mano Roots, Tamborearte e VanguardaTrupe

 

Tu Fucu Pra Mim 10 Anos

Com Zumbi dos Palmares e os Caboclos Sumanos

O peixe-boi na folia vai fundo

No Corredor da Favela do Meio do Mundo

 

Na ala da esperança Pererê pulula e dança

Do cachimbo a fumaça que esvoaça do tabaco

No calor da gengibirra que alucina o cacique Tsaco

Rodopia Sheyzi a nega do ziriguidum e do balacobaco

Dandara, Xica da Silva, ginga Besouro e Ganga Zumba

João da Baiana, Pixinguinha, Clementina, Jovelina e Donga

Desde que o samba é samba é assim

Pelo telefone explicou-se tim-tim por tim-tim

Regue a flor-negra Piedade Videira pra mim!

Saravá, Zumbi!

Saravá, Zumbi!

 

E salta da caravela ao meio da passarela

A alma tão bela de Nelson Mandela

Mãe Luzia, Sacaca, Macunaíma e mestre Pavão

As louceiras do Maruanum, as Ciatas

E as tias Venina, Chiquinha e Natalina

São Jorge e São Tiago a galopes de cavalo vêm de Mazagão

E cantam à sombra da samaumeira:

“A felicidade do negro é uma felicidade guerreira!”

 

Tu Fucu Pra Mim 10 Anos

Com Zumbi dos Palmares e os Caboclos Sumanos

O peixe-boi na folia vai fundo

No Corredor da Favela do Meio do Mundo

Leave A Reply

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com