Polícia Federal faz buscas na casa do ex-deputado estadual Bruno Mineiro

0

O mandado de busca e apreensão tem o objetivo de investigar a participação de Bruno Mineiro no funcionamento de um garimpo ilegal em Tartarugalzinho. Se comprovados os crimes, o acusado pode ser condenado a 19 anos de prisão

 

A Polícia Federal (PF) realizou na manhã desta quarta-feira, 7, mandado de busca e apreensão na casa do ex-deputado estadual, Bruno Mineiro, a procura de provas que apontem o envolvimento do empresário em garimpagem ilegal, pela segunda fase da operação Estrada Real. A operação realiza mandados em Macapá e no município de Tartarugalzinho, onde fica o garimpo.

A Polícia Federal, por meio de nota, confirma que foram feitos quatro mandados de busca e apreensão em empresas e residências de Macapá e Tartarugalzinho. Os agentes passaram cerca de duas horas na casa de Bruno Mineiro. A PF declarou que só irá se manifestar sobra a ação por meio de Nota.

O pai do ex-deputado, o empresário Altamir Rezende, conhecido como Mineiro, foi detido em 2017 na primeira fase da operação, que desarticulou um garimpo ilegal. A PF informou que o garimpo já funcionava há dois anos e que R$ 13,5 milhões em ouro ilegal tinha sido extraído. Segundo a federal, Mineiro fornecia combustível, alimentação e hospedagem, além de cobrar cerca de 30% do ouro extraído pelos garimpeiros, que, na época, haviam invadido o lugar, pertencente a uma empresa autorizada pelo Governo Federal para pesquisas minerais.

Se confirmadas as acusações, Bruno Mineiro e os demais envolvidos podem responder pelos crimes de usurpação de bem da União, extração ilegal de minério, associação criminosa e lavagem de dinheiro. Se condenados, podem cumprir pena de até 19 anos de prisão.

Leave A Reply

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com