Polícia Militar e Civil ficam em segundo plano; pagamentos do gabinete do governador são prioridade

0

A exemplo dos anos anteriores, a Secretaria do Estado de Planejamento (Seplan), quando o assunto é pagamento, dá prioridade aos gastos do Gabinete do Governador, segundo o Portal da Transparência do Governo do Amapá.

 

As primeiras despesas de 2018, revelam que até agora o gabinete empenhou R$ 1.318.560,26, liquidou R$ 462.906,71 e efetivamente pagou R$ 233.286,20. Já para a Polícia Militar, a situação até este momento é essa: valor empenhado R$ 3.017.210,43, liquidado R$ 213.935,37 e pago R$ 161.333,57. Para a Polícia Civil foi empenhado R$ 4.054.974,75, liquidado R$ 233.508,26 e pago R$ 160.471,74

Para entender, empenho é o valor que o Estado reservou para efetuar um pagamento planejado. O empenho ocorre, por exemplo, após a assinatura de um contrato para prestação de serviço. Neste caso, quando o serviço for executado, o valor é liquidado e, quando o fornecedor de fato receber o valor, ele é considerado valor pago.

Detalhe: dos R$ 161.333,57 da Polícia Militar pagos a serviços de terceiros, R$ 134.131,97 foram destinados para cobrir despesas com contratação de empresa especializada na execução de serviços continuados de limpeza, conservação, higienização e jardinagem nas dependências da Polícia Militar, nos municípios de Macapá e Santana.

Ficou para pagar depois os serviços de locação de veículo da PMM – cujo valor R$ 1.045.171,20, referente a seis meses de prestação de serviço, compreendendo o valor mensal de R$ 168.576,00 –, bem como a manutenção preventiva e corretiva de 87 veículos.

Situação diferente ocorreu no Gabinete, onde foi empenhado, liquidado e pago o valor de R$ 48.540,79 com aluguel de veículo para anteder as necessidades do governador e do gabinete de Segurança Institucional.

Leave A Reply

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com