Greve na rede estadual de ensino começa na próxima quarta-feira e Sinsepeap esclarece os motivos

0

Na próxima quarta-feira, 04, inicia a greve na rede estadual de ensino. O movimento grevista foi aprovado na última quarta-feira, 28, durante Assembleia do Sindicato dos Profissionais em Educação do Amapá (Sinsepeap), após o governador Waldez Góes (PDT) anunciar na data-base o reajuste de 2,8%. Detalhe: os professores reivindicam 60% de reajuste.

 

Durante o final de semana, o Sinsepeap divulgou “Carta Aberta à Sociedade” explicando os reais motivos da greve CONTRA a versão do governo.

“1 – Informamos à sociedade que o SINSEPEAP protocolou, junto ao Governo, no ano de 2017, 04 ofícios (sob os números 035, 132, 212 e 213/2017) solicitando reunião para discussão de campanha salarial, fim de parcelamento e outros pontos importantes para a categoria.

2 – Agora, em 2018, o SINSEPEAP solicitou por 06 vezes nos ofícios 053, 058, 067, 069, 073 e 079/2018 reunião com o governador para estabelecer esse diálogo sobre a campanha salarial e os demais problemas que a categoria enfrenta. Para essas solicitações NÃO HOUVE NENHUMA RESPOSTA DO GOVERNO.

3 – Diante da insistência do SINSEPEAP, o Sindicato foi atendido apenas em 01 reunião com o governo, sem, entretanto, ter característica de Mesa de negociação, pois não houve nenhuma proposta do Governo. Ou seja, NÃO SE NEGOCIOU NADA.

4 – Sobre as paralisações de advertência decididas em assembleias pela categoria, foram feitas no intuito para apressar a resposta do governo, visto que é direito do trabalhador lutar por melhores condições de trabalho e segurança nas escolas.

5 – Foi surpresa e assustadora, a forma de comunicação do governo para a categoria sobre o valor e o tipo de reajuste concedido.

6 – Vamos mostrar A VERDADE:

Incorporação de gratificação NÃO REPRESENTA ganho para a categoria;

Os aposentados NÃO TÊM QUALQUER proposta de ganho na medida divulgada, mesmo tendo dedicado tanto tempo à educação;

2,8% + 5% NUNCA SERÁ igual a 20% ou mais

O único percentual destinado à educação poderá ser de 5% na gratificação e não no vencimento básico (VB)

2,8 em cima do VB é insignificante diante de nossas perdas salariais que chegam a 60,75% (vide tabela no site do SINSEPEAP).

VEJA OS REAIS MOTIVO PARA O GOVERNO NÃO REALIZAR A MESA DE NEGOCIAÇÃO – PERGUNTAS SEM RESPOSTAS:

Cadê A PROMESSA de fundo de estabilidade econômica?

Onde foi parar os 140 milhões de repatriação?

Cadê o dinheiro dos consignados que não são repassados aos bancos?

Qual o planejamento para recuperar a AMPREV?

Onde foi parar o dinheiro economizado na folha com a Transposição?

Cadê o fim do parcelamento?

A Diretoria e Comando de Greve ”

Leave A Reply

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com