Companhia de trem japonesa se desculpa por deixar estação 25 segundos antes do horário

0

O Japão é um dos países mais desenvolvidos do mundo e dono de uma malha ferroviária de fazer inveja. Com trens modernos e que podem chegar até 600 quilômetros por hora, o país asiático persegue incansavelmente a perfeição. Nada pode impedir a conclusão de uma viagem.

Para nós pode parecer impensável, entretanto mais uma vez a companhia responsável pelas viagens férreas no país, a West Japan Railway Company, se desculpou publicamente por um trem ter deixado a estação 25 segundos antes do previsto.

“Nós causamos transtornos aos nossos usuários e estamos trabalhando para que isso não se repita”, disse a agência em comunicado reproduzido pelo jornal Asahi.

A previsão era que o trem partisse da estação de Notogawa às 7:12 da manhã, mas acabou saindo às 7:11:35.

A saída antes da hora não prejudicou a operação, mas fez com que uma pessoa não conseguisse embarcar, suficiente para o pedido de desculpas.

Quem vive ou acompanha a cultura japonesa sabe que casos como este não são comuns, pelo contrário, a obsessão deles pela pontualidade atinge níveis extremos, mas justificáveis. Em 2005 um trem descarrilou e matou mais de 100 pessoas depois do maquinista circular acima do limite de velocidade para compensar o atraso de 90 segundos.

No Brasil a história é um pouco diferente. Em São Paulo, cidade com a maior malha férrea do país, a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e o Metrô registraram mais de 100 falhas em 2017.

Segundo o G1, a Linha 1-Azul foi a recordista de problemas, com 40 situações. O Governo do Estado diz realizar manutenção preventiva e cita  ‘serviços inesperados’ como justificativa. Em abril a mesma Linha 1-Azul, que corta a Zona Sul da cidade registrou problemas que levaram ao fechamento de todas as estações.

Leave A Reply

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com