Superlotação: por falta de ventilador mecânico técnicos de enfermagem se viram para salvar vida de prematuros na Maternidade Mãe Luzia

0

Desde a noite desta sexta-feira, 8, que técnicos de enfermagem se revezam na ventilação manual de um recém-nascido. É que devido a superlotação da UTI da Maternidade Mãe Luzia – neste momento têm 23 prematuros internados quando a capacidade é de 16 – não tem ventilador mecânico suficiente para todos. O aparelho fundamental para levar oxigênio ao pulmão dos bebês.

 

E detalhe: segundo funcionários, que preferiram se manter no anonimato, às 11h deste sábado,9, deu entrada um recém-nascido da cidade de Afuá, no Pará, pesando um quilo, que também está sendo ambuzado – linguagem técnica para ventilação manual. Também existir uma mãe com gravidez de sete meses em trabalho de parto.

“Estamos fazendo o possível e o impossível, mas é complicado para o profissional passar horas usando o ambu. Agora que é a hora do Ministério Público e nossos deputados fazerem uma visita à maternidade. As condições são desumanas, tanto para os pacientes, quanto para nós”, relatou um profissional que por medo de perseguição pediu para não revelar seu nome.

Para tentar amenizar a situação, a direção da maternidade quer fazer a transferência de quatro crianças da UTI Neonatal para a Pediatria, mas também aguarda a alta das crianças que ali estão internadas.

Leave A Reply

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com