Homem teve mãos e pernas amputadas por causa das lambidas do seu cão

0

Você é “cachorreiro”? E você deixa que os cães encham você de lambidas? Aliás, você é da galera que adora essas demonstrações de carinho canino e pensa que quantos mais “beijos” você receber, melhor? Pois veja o que aconteceu com Greg Manteufel, um residente de Wisconsin, nos EUA, depois de ele levar uma lambidinha!

Em junho, Greg começou a ter febre e a vomitar — sintomas que ele associou com uma gripe forte. No entanto, em pouco tempo sua condição piorou dramaticamente e, após ser hospitalizado, os médicos determinaram que Greg tinha contraído uma grave infecção provocada pela bactéria Capnocytophaga canimorsus — microrganismo que faz parte da flora bucal de cães e gatos.

Em junho, Greg começou a ter febre e a vomitar — sintomas que ele associou com uma gripe forte. No entanto, em pouco tempo sua condição piorou dramaticamente e, após ser hospitalizado, os médicos determinaram que Greg tinha contraído uma grave infecção provocada pela bactéria Capnocytophaga canimorsus — microrganismo que faz parte da flora bucal de cães e gatos.

Tenso

De acordo com os centros de zoonoses dos EUA, a C. canimorsus pode ser encontrada nas bocas de até 74% dos cachorros, e 57% dos gatos, e inclusive em humanos. Entretanto, se esse organismo sinistro entra na corrente sanguínea de uma pessoa com baixa imunidade ou algum problema de saúde, as consequências podem ser devastadoras.

Isso porque, essa bactéria (muito sinistra) pode levar ao quadro de infecção generalizada e ao surgimento de tromboses. No caso de Greg, primeiro, seu corpo ficou coberto de hematomas — dando a impressão de que ele tinha levado uma baita de uma surra — e, uma semana após ele ser internado, a infecção obrigou o time a amputar suas mãos e as pernas, abaixo do joelho.

Os especialistas explicaram que, apesar do tratamento com antibióticos ter surtido efeito, a infecção provocou a formação de trombos que, por sua vez, passaram a bloquear o fluxo sanguíneo para os membros de Greg. Infelizmente, os médicos não conseguiram reverter esse problema e, para evitar Greg morresse, tiveram que intervir e cortar seus membros.

Segundo os especialistas, Greg provavelmente contraiu a C. canimorsus por meio da lambida de seu próprio cachorro — o que surpreendeu o norte-americano e sua família, uma vez que eles sempre tiveram animais de estimação em casa e jamais tiveram qualquer problema com os pets.

Greg segue hospitalizado e se recuperando das amputações, mas ainda deve passar por outras cirurgias, incluindo uma para remover partes de seu nariz. Vale lembrar que é bastante raro que os casos de infecção pela bactéria evoluam de forma tão grave, mas, em condições específicas, pode acontecer, então, é bom ficar ligado.

 

Por Mega Curioso

Leave A Reply

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com