} })(); window._fbq = window._fbq || []; window._fbq.push(['track', '6029630809151', {'value':'0.00','currency':'BRL'}]);

Waldez e Marília Góes são derrotados no Tribunal de Contas do Estado

0

Por unanimidade, o Pleno do Tribunal de Contas do Estado do Amapá (TCE/AP) decidiu que é improcedente a denúncia feita contra o ex-governador Camilo Capiberibe (PSB), de remanejamento orçamentário 2012 sem autorização da Assembleia Legislativa e arquivou o caso. Com a decisão, a ideia de Waldez e Marília Góes de tornarem o ex-governador Camilo Capiberibe inelegível cai por terra.

 

O julgamento do processo movido pela deputada estadual Marília Góes contra o governador Camilo Capiberibe foi suspenso em dezembro passado e foi julgado na última quarta-feira, 11. O processo de 2013 é referente a uma suposta abertura de créditos adicionais suplementares sem autorização legislativa no exercício financeiro de 2012.

Na época, o conselheiro substituto Pedro Aurélio, que é aliado de Waldez, alegando que o ex-governador teria remanejado recursos de uma rubrica para outra, sem autorização da Assembleia Legislativa do Amapá, votou pela condenação.

Com o novo julgamento, o TCE entendeu que não há irregularidades e arquivou por unanimidade a denúncia de Marília contra Camilo. “Ou seja, a aberração político-jurídica encampada pelo auditor do TCE, e na época conselheiro substituto Pedro Aurélio, foi desmontada”, comentou nas redes sociais o ex-governador Camilo.

Leave A Reply