} })(); window._fbq = window._fbq || []; window._fbq.push(['track', '6029630809151', {'value':'0.00','currency':'BRL'}]);

Macapá vai sediar o primeiro simpósio internacional sobre o açaí promovido pelo Ifap

0

Importante componente da dieta da população amapaense e uma das frutas mais exportadas do Amapá, o açaí será o foco do primeiro evento internacional promovido pelo Instituto Federal do Amapá (Ifap), através do Colegiado do Curso Técnico de Alimentos do campus Macapá; com participação de especialistas brasileiros e estrangeiros e a parceria de diversas instituições, o I Simpósio Internacional de Segurança Alimentar e Nutricional da Cadeia Produtiva do Açaí será realizado nos dias 11 e 12 de agosto, no auditório do campus Macapá

 

Para a diretora-geral do campus Macapá, Marialva Almeida, “o evento representa um desafio muito grande ao nosso campus. Através dele, colocaremos em foco a essência da educação profissional e tecnológica, possibilitando a discussão de um tema que contempla o ensino, a pesquisa aplicada e a extensão tecnológica, trazendo para o centro das discussões os arranjos produtivos locais e regionais”.

“Hoje sabemos que a cadeia produtiva do açaí ainda é incipiente. Temos no Estado somente uma empresa que beneficia e exporta o produto e os batedores de açaí trabalham de maneira isolada. O simpósio vai promover uma discussão ampla para que possamos melhorar essa cadeia”, disse o professor Victor Hugo Gomes Sales, após informar que a ideia do evento foi trazida pelo professor Jesus Nazareno Silva de Souza, da Universidade Federal do Pará, que ministrou palestra no Ifap em 2014 e convidou a instituição a participar da Rede de Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (SSAN), do Programa de Desenvolvimento de Estratégias de Caráter Socioeducacionais e Sociotecnológicas em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional para os países da União das Nações Sulamericanas (Unasul), a Rede SSAN Unasul.

A Rede SSAN Unasul é um programa de pesquisa, extensão e ensino em soberania e segurança alimentar nutricional sustentável, proposto pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

Os batedores de açaí, ou seja, os microprodutores que fornecem o açaí para consumo da população, estão entre os participantes do simpósio. “Nós conseguimos fazer contato com eles através do Sebrae e obtivemos apoio para garantir o transporte deles até o campus Macapá a fim de que possam participar dos minicursos e melhorar a sua capacitação”, explicou a professora Marília Cavalcante.

Palestras e minicursos farão parte da programação e a participação é gratuita. Para inscrições e mais informações, acesse a página do evento ou clique aqui.

Divulgação

Leave A Reply