Prêmio à violência: Professor que agrediu o ex-governador Camilo é nomeado por Waldez como novo diretor do CCA

0
Uma das principais escolas do Amapá, o antigo CCA, agora Gabriel de Almeida Café, tem como novo diretor o professor Renieriston Dias dos Passos, acusado de agredir em 2013 o ex-governador Camilo Capiberibe (PSB) após participar de um ato na Universidade do Estado. O novo diretor também responde a vários processos na Justiça Estadual.
agressor 1O professor, que ainda ficou conhecido por se acorrentar nas grades da Escola Alexandre Vaz Tavares por comportamentos não condizentes com a ética em sala de aula, também era próximo da direção do Sindicato dos Profissionais em Educação do Estado do Amapá (Sinsepeap), que utilizava camisetas pretas com a seguinte frase: “Professor não vota em opressor”, que, durante a gestão do então governador Camilo Capiberibe, fez extensa campanha nas escolas da rede estadual para que docentes e estudantes não votassem no ex-governador.
professor documentoPelo que se comenta no meio dos educadores, os chamados “camisas pretas” estão sendo recompensados pelo atual governador Waldez Góes (PDT) com nomeações de cargos de direção em escolas e na própria Secretaria de Estado da Educação.
Durante a gestão passada, o sindicato, apoiado e incentivado politicamente, recusou 16% de reajuste salarial oferecido pelo então governador Camilo, optando por manter as manifestações públicas e a paralisação da categoria.
Histórico
O professor Renieriston Dias dos Passos é tido entre os colegas como um homem violento e de temperamento forte. Já houve contra ele pelo menos quatro ocorrências policiais. Uma por ameaça, ocorrida dentro da Escola Alexandre Vaz Tavares. As outras três foram registradas na Delegacia Especializada de Crimes Contra a Mulher. Numa delas, quem denuncia é a ex-namorada de Renieriston. “Por não aceitar o fim do relacionamento ele me ameaçou de morte e me bateu no rosto”, relatou a mulher.

Leave A Reply

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com