Lesão por esforço repetitivo: saiba como prevenir esse mal

0

A lesão se manifesta por dores ou desconfortos que persistem, principalmente na região muscular ou dos tendões

 

Abreviada pela sigla LER, a lesão por esforço repetitivo é uma síndrome que ocorre quando alguém exerce uma atividade ocupacional em excesso. Na maioria dos casos, está associada ao trabalho, em função de um ato constante, como a digitação ou movimentos de um único membro.

A lesão se manifesta por dores ou desconfortos que persistem, principalmente na região muscular ou dos tendões.

Escritório e lesão por esforço repetitivo

Geralmente, a LER surge porque a pessoa mantém uma postura inadequada e não realiza pausas para descanso. Porém, é necessário cuidado no momento do diagnóstico, pois muitos problemas, como esforço por levantamento de peso, bem como fatores sociológicos e psicológicos, podem levar a transtornos semelhantes à LER.

Apesar de não ser classificada como doença, a lesão por esforço repetitivo é motivo de alerta pelo Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into).

Os pesquisadores do Into chamam atenção para que, durante a rotina de trabalho, sejam tomados cuidados que evitem os danos causados aos músculos e tendões, principalmente quando há sobrecarga de peso e estresse.

Entre as profissões mais afetadas pela lesão por esforço repetitivo, o Instituto destaca o operador de telemarketing, o bancário, a secretária e o auxiliar de escritório. Os problemas mais recorrentes são a tendinite no punho e no ombro, além da epicondilite de cotovelo.

Ambos estão relacionados ao uso do computador. Em algumas situações mais raras, há ocorrência de bursite no quadril, causada pela má postura.

A recomendação dos profissionais da Into é que o profissional descanse por um mínimo de 10 minutos a cada 50 de atividades no trabalho. Quando repousa, os músculos e tendões relaxam, fazendo com que a pessoa se sinta melhor e o problema não se agrave.

Cadeiras, monitores e mesas devem estar em uma altura adequada, e o indivíduo deve estar bem emocionalmente, para que não ocorra nenhum estresse.

Como evitar a lesão por esforço repetitivo

  1. Para subir em locais altos

Use bancos ou escadas para subir em locais altos ou alcançar prateleiras. Assim, você evita o esforço da postura e a pressão sobre os membros.

  1. Deixe o estresse de lado

Mantenha-se longe do estresse e ansiedade. Quanto mais os problemas pessoais interferirem na rotina de trabalho, maiores os riscos de desenvolver uma lesão por esforço repetitivo.

  1. Consulte um médico

Dores gradativas e desconfortos que afetam o humor e a produção de trabalho podem ser sinais da LER. Procure um médico para identificar o que está causando esses problemas, corrigir a postura e recomendar o melhor tratamento.

  1. Faça compressas de gelo

Faça compressas de gelo sempre que uma dor forte e localizada aparecer. Assim, os membros ficam mais relaxados. Porém, sempre busque um médico para saber qual a causa das dores.

  1. Alongue-se

Alongue os membros antes e depois do trabalho. Procure fazer movimentos lentos, que ativem a circulação.

  1. Preste atenção na postura

Mantenha sempre uma boa postura e organize seu ambiente de trabalho de acordo com suas características físicas e atividade na qual trabalha.

  1. Evite movimentos repetitivos

Evite pressões ou forças exageradas, de modo repetitivo ou com frequência, durante a rotina. Caso seja necessário em função do trabalho, faça mais pausas no expediente para o alongamento. É ideal que aquelas pessoas que carregam peso se consultem periodicamente com o fisioterapeuta.

  1. Procure tratamento

Quando a lesão por esforço repetitivo é tratada com antecedência, tem cura. Procure o especialista logo nos primeiros estágios, quando as dores aparecerem.

Do Doutíssima

Leave A Reply

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com